Qual é a importância da bobina adequada para o relógio ponto?

29/06/2018

Desde 2012, as empresas que faziam uso do relógio ponto tiveram que migrar para o chamado ponto eletrônico, a fim de promover um melhor controle do horário de entrada e de saída dos seus funcionários. A regulamentação do sistema foi divulgada em 2009, por meio da Portaria nº 1.510 do Ministério do Trabalho.
Entre as exigências da nova lei está a obrigatoriedade do sistema de registro eletrônico de ponto, que deve ser usado pelas empresas a fim de emitir um ticket. Esse papel serve como comprovante, que fica com o funcionário e onde está registrado o dia e hora em ele usou o aparelho, ou como popularmente se diz, “bateu o ponto”.
Também está previsto na nova regulamentação que esse comprovante impresso pelos novos modelos de relógio ponto deve ser feito de um material que permita às informações permanecerem impressas de forma legível durante cinco anos. Esse também é o tempo que os funcionários devem guardar os seus tickets.
Desde a implantação da nova lei, os administradores de empresas que fazem uso do novo sistema devem adquirir bobinas para relógio ponto adequadas à regulamentação. Agora, portanto, não basta comprar os rolos de comprovantes apenas que sirvam na máquina do relógio ponto, mas também que possuam uma impressão mais duradoura.
O que mais saber sobre as bobinas para ponto eletrônico
Vale lembrar que segundo a lei, todas as empresas com mais de 10 funcionários devem registrar de alguma forma a frequência dos seus empregados. Isso não significa que o ponto eletrônico seja obrigatório a elas, pois existem outras maneiras aprovadas por lei para esse registro, como sistemas manuais e mecânicos.
No entanto, quem registra de maneira eletrônica, agora deve contar com um registrador eletrônico de ponto, o REP, que consiste no equipamento que emite os comprovantes de entrada e saída. Ele também possui uma impressora térmica para imprimir os comprovantes.
O REP conta ainda com uma porta de dados USB, que é utilizada pelos auditores-fiscais, já que assim eles têm acesso às informações registradas pelo novo relógio ponto. Com esse maior controle, tanto funcionários quanto empregadores são beneficiados, uma vez que não há como adulterar as informações que são a base para o gerenciamento da jornada de trabalho.
Já os modelos do ponto eletrônico são variados e eles podem funcionar por meio de biometria, com a identificação das impressões digitais, ou através de cartões magnéticos ou senhas. Quanto à melhor bobina para o seu ponto eletrônico, é preciso considerar a metragem necessária, a fim de evitar que tenha que ser trocada com muita frequência. Além disso, é recomendado à empresa sempre ter bobinas em seu estoque, para quando a antiga acabar, a troca ser realizada rapidamente, sem prejudicar o controle dos registros feitos no ponto eletrônico.
No site da RealBobinas, é possível encontrar bobinas de diferentes dimensões para relógio ponto. Elas seguem a regulamentação do ponto eletrônico e são adequadas para diferentes modelos de equipamento. Além disso, oferecemos o serviço de personalização de bobinas para as empresas que desejam inserir a sua logomarca nos comprovantes.